quinta-feira, 21 de abril de 2011

Do inferno ao paraíso!

Cheguei ainda há pouco da Ressacada. Confesso que meu coração ainda não sossegou. Mas já estou tomando um calmante da AmBev neste momento para tentar resolver meu problema.

Ok, vamos falar do jogo. Tentarei resumir o que vi e senti. Vi um primeiro tempo até certo ponto tranqüilo. Com a vantagem do placar de 0x0, o Avaí jogou pelo empate, pouco importa o que tenha dito o Silas antes do jogo. Com poucas chances no ataque, nossa defesa se comportou brilhantemente e anulou o também pouco criativo ataque botafoguense. Tivemos maior domínio de jogo, mas não soubemos o que fazer com a bola nos pés em busca do gol.

Segundo tempo. O Botafogo precisava marcar e veio para o tudo ou nada. O Avaí, ao assumir uma postura escancaradamente retranqueira, permitiu que eles viessem sem medo pra cima. A apreensão da torcida começava a aumentar. Quando já no final da partida tomamos um gol da Louca Abreu, descemos imediatamente ao inferno. Tudo o que todos percebiam e que era ignorado unicamente por Silas, transformou-se em ira da torcida avaiana. Que medo era aquele? Silas não confiava no nosso elenco? Por que deixar de fora jogadores de alto nível, que poderiam pressionar o Botafogo e ter impedido que viessem sem receio nenhum de tomar gol pra cima da gente? Por que manter o medonho Diogo Orlando em campo, numa partida vexaminosa como a que ele fez hoje? Eu, no lugar dele, teria pedido para sair. Tínhamos boas opções, mas todas no banco. Não dava mais para aguentar. Quando a bola balançou nossas redes, a torcida explodiu em adjetivos pouco elogiosos em relação ao nosso técnico. Acredito sinceramente que ele ouviu direitinho, pois em poucos minutos colocou em campo Marquinhos Gabriel, Evando e Estrada. Faltando pouquíssimo tempo para a partida terminar, fomos pra cima. No desespero, é bem verdade, mas fomos. Após um pênalti não marcado, o desânimo e a certeza da derrota tomaram conta do estádio. Como era de se esperar, o juíz e sua matriarca não foram poupados pela torcida. Aí é que entra o componente pressão (vão ao estádio e sempre  insultem bastante o árbitro, meus amigos). Sabendo que pisou na bola, não restou ao árbitro outra opção se não marcar um pênalti escancarado em cima do Estrada, em jogada posterior. Na cobrança, William nos colocou novamente na competição e despachou de volta ao Rio o Botafogo. Estávamos novamente nos céus, e cordialmente entregamos nossa vaga junto ao Capeta para os botafoguenses. Havíamos carimbado nosso passaporte para as quartas-de-final da Copa do Brasil.


Após perder em campo, o Botafogo achou de bom tamanho perder também na porrada, e foi isso que trataram de fazer. Após o apito final, Louca Abreu resolveu partir com suas unhas afiadas pra cima do Marquinhos, que aplicou-lhe uma merecida sova. Rafael Coelho pulou com os dois pés e derrubou mais um alvinegro no gramado. Finalmente o povo do deixa-disso, junto com a PM, entrou em cena e salvou os alvinegros de passarem maior vergonha. Naquele momento, só nos restava a comemoração, que foi prontamente providenciada nos entornos da Ressacada.

Vejam os gols da partida:

5 comentários:

  1. só doido ou avaiano para achar que o primeiro lance foi penalti, sem contar que o ataque do lance do penalti foi gerado de um escanteio não marcado em favor do clube carioca

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente teremos que continuar aguentando esse descalabro. Se não vejamos, Silas diz que usa o esquema com 3 zagueiros porque tem uma defesa fraca, incluindo os laterais. Em 2009 atuou com 3 zagueiros e a desculpa era que só tinha o Léo Gago, sendo os outros volantes fracos. Na verdade o esquema era 3-6-1 e não 3-5-2, sendo assim não adianta nos enganarmos de que viram zagueiros e laterais, pois continuaremos com volantes de baixa qualidade, que não sabem sair jogando, só se salva o Marcinho Guerreiro por ser voluntarioso, mas só. Diego orlando, Bruno, Acleisson e Batista podem dispensá-los, talvez consigam jogar no interior do Ceará, já Fabiano eu respeito muito, apesar de não considerá-lo um volante, acredito que possa ser mantido. Não esquecendo que nessa barca deveríamos incluir Pará, George Lucas, Romano, Arthuro, Cristian e Laercio. Seguindo dessa forma, caso não pensem em trazer volantes de qualidade, o Marquinhos só terá um companheiro para o meio campo se o Silas abrir mão de um atacante, como fez em 2009, Rafael Coelho que se cuide. A maior indignação é que caso isso aconteça, ele irá optar por Marquinhos Gabriel, deixando o Estrada mais uma vez no banco. Será tão difícil para o profeta Silas prever que o Estrada é um ILUMINADO? O povo azurra pede a sua presença, e a voz do povo é a voz de DEUS.

    ResponderExcluir
  3. So alguem é maios louco que Locô Abreu, Silas.O Botafogo mostra o atual momento da maioria desses times de tradiçao, mediocres e vivem do passado de quando se amarrava cachorro com linguiça. O Avai foi superior ao time de tradiçao e mediocre Botafoguense nos dois jogos. Tivemos claro, dois penal contra o fraco botafogo. Eu posso dizer isso porque estive no estadio e nao comento pela TV ou radio alvinegra. Incontestavel! Mesmo Silas e seus esquemas dos infernos, após o coro sentiu seu coro ia ser comido e tratou de colocar o craque Estrada. Incontestavel!!! Que venha o proximo alvinegro, por favor 11 contra 11, sem a equipe de bastidores e o trio de arbitragem.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns para o Avai que ganhou no campo. Se foi pênalti ou não, a história é outra, afinal juiz é humano e pode errar. Não quero crer na conspiração do sul, como disse o Marcelo Mattos. Porém, mais uma vez o Avai envolvido em confusão. Não me venham dizer que o Loco Abreu é louco de agredir o Marquinhos de graça. É evidente que algo sério aconteceu para isso. Esse Marquinhos tá muito mais pra bandido do que pra mocinho. Haja visto a quantidade de confusões que ele se mete. Contra o Corinthians na série B, no clássico provocando o Breitner e depois vindo com o rabinho no meio das pernas pedindo desculpas das besteiras que falou. Só pra citar algumas que me lembro de cabeça. Fora a quantidade de cartões vermelhos que ele toma. Como ele e o Coelho foram expulsos, boa sorte contra o São Paulo, porque acho que o Goiás não reverte o resultado. Você sabe que sou alvinegro. Espero ter sido isento. :) Abraços e que vença o melhor em campo no domingo.

    ResponderExcluir
  5. Perfeita a passagem: "Após perder em campo, o Botafogo achou de bom tamanho perder também na porrada, e foi isso que trataram de fazer.".

    Parabéns pelo blog!

    SDS,
    André Müller

    ResponderExcluir